sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Família Feliz!

Apesar de eu estar totalmente descontrolada nessa gravidez, praticamente em uma TPM que está durando até agora quase 7 meses, minha família é feliz sim!!!!!!!
Outro dia minhas vizinhas estavam conversando sobre o tempo das baladas e as duas concordaram que foi o melhor tempo da vida delas. Eu curti tbm esse tempo. Não vou dizer que foi por muito tempo, mas curti. Mas aquela não foi nem de longe a melhor época da minha vida... Fiquei pensando e vi que a melhor época da minha vida é hoje, é o que estou vivendo.
Nunca sonhei em ter família. nunca sonhei em casar e ter filhos. Eu sempre quis ter filhos, mas isso não significava que eu casaria para isso! Aconteceu a Luiza. Vi que era isso mesmo que eu queria: filhos. Depois aconteceu o Rafael e logo mais filhos. Perfeito! Fácil? Nunca! Como é dificil conviver com pessoas! Diferenças, opniões, gostos e vontades tudo diferente! Tem horas que é um saco!!!!! Dá vontade de sair correndo pelada na Marginal em plena sexta-feira na hora de pico! Enlouquece mesmo!
Agorinha eu estava fazendo uma receita de requeijão na cozinha. A Luiza tinha acabado de chegar da escola e estava falando mais que o homem da cobra. O Henrique e o Pietro estavam na sala assistindo um DVD da Turma da Mônica. Mas o Pietro estava com uma bolinha da Fisher Price na mão. Uma bolinha dura que tem um bichinho dentro. Ele começou a jogar para cima e acertou a luminária que quebrou!!!! Quando cheguei na sala vi que além da luminária quebrada a parede que foi pintada semana passada estava com marcas de pés (sim, pé na parede!!!). Tive um chilique! Aí escuto minha mãe dizendo que na minha casa tudo quebra e nada dura muito! Lógico! Somos em cinco pessoas sendo que duas são crianças e uma adolescente! Nada dura muito aqui em casa mesmo!
Voltando ao chilique. Quase morri do coração. Coloquei o Pietro de castigo e mandei eles sairem da minha frente! Depois passou! O Pietro já estava querendo dar beijos, pediu "pupá" e começou a aprontar de novo... Agora eles estão brigando por causa de um palito de pirulito que apita! O Henrique trouxe da escola dois e deu para o Pietro um, mas ele estragou e agora quer o do Henrique. Ai-ai... Mas imagino se minha vida fosse sem eles. Nem sei o que eu estaria fazendo agora. Seria vazia. Seria oca. Estaria faltando muita coisa...
Enfim eu escolhi ter uma família, ter filhos, não ter sossego, não dormir um sono pesado nunca mais, não conseguir um minuto de calma, não "ouvir" o silêncio nunca mais... Escolhi também ouvir gargalhas de bebê, ver sorrisos sem dentes e depois nesse sorriso aparecerem dentinhos pequenos e logo esse sorriso vai começar a faltar um ou outro dentinho... Escolhi acordar para amamentar cambaleando de sono, desejando que ele durma a noite toda logo e quando passa a dormir, ir dormir sentindo saudades dele... Escolhi deixar de sair para passear sozinha, escolhi não trabalhar por enquanto. Mas também escolhi ver cada primeiro passo deles, ouvir cada primeira palavra, estar ao lado deles em cada febre, conhecer cada choro estranho, cada cara estranha, ouvir todos os dias eles falando a ponto de pedir para parar de falar só um pouquinho...
Foi tudo isso que escolhi. Se estou perdendo muito eu não sei e para ser bem sincera eu não quero nem saber. O que sei é o que estou ganhando. Estou ganhado coisas que nunca mais vou poder ganhar! Trabalho, passeios, tudo eu posso conseguir depois. Ver meus filhos andando pela primeira vez é só uma vez na vida! Não trocaria um momento desses por nada na minha vida!
O melhor momento da minha vida é hoje! Mesmo depois de ter a luminária quebrada e a parede suja, hoje é o melhor dia da minha vida!

Aqui tem o melhor da minha vida e tudo o quê eu escolhi!

2 comentários:

Liu disse...

q lindo... me vi no seu texto pq tb sou dada a chiliques, hehehe. mas tudo passa, e não queremos perder o hoje, né? pois o hoje é a única coisa q realmente existe!

Letícia disse...

Páaara! Me deu vontade de engravidar agora mesmo!!! Estou adorando ler seus relatos, sempre positivos, bem humorados, sem esconder a realidade, os erros, as tristezas, mas mostrando sempre que as alegrias superam tudo isso.
Participo da comu Relatos de Partos e foi através dela que cheguei aqui. Parabéns pela sua trajetória!