domingo, 12 de dezembro de 2010

Manifesto pelas mães

Há uns dias atrás eu vi no Facebook uma imagem que me chamou a atenção. Na imagem tinha a seguinte frase:
"Se você opta por ficar em casa, é acomodada. Ou madame. Se decide trabalhar, é ausente. Você não sabe pra que lado correr. Você é mãe."
Achei o máximo, pois me enquadro na mãe que optou pelos filhos e, por tanto sou considerada acomodada, folgada, encostada e outros adjetivos assim fofos...
Vi que era um manifesto pelas mães, mas achei que fosse só aquela imagem e não cliquei nela.
Passou muitos dias que vi a imagem e eis que vejo novamente no facebook algo sobre esse manifesto. Resolvi entrar para ver o que é e simplesmente vi que 1000 pessoas assinaram o manifesto. SOMENTE 1000 pessoas! Por quê? Será que muitos viram a imagem, curtiram e não buscaram para saber sobre o que se tratava, como eu fiz da primeira vez? Será que as pessoas não valorizam suas mães? Será que as mães não se valorizam? Será que ninguém acha importante divulgar?
Aí fiquei chateada pra caramba! Só 1000 pessoas! Nessa rede gigante de mães pela internet só 1000 pessoas assinaram esse manifesto? Aí resolvi colocar aqui! Não vou copiar o manifesto aqui, pois não pedi autorização, mas peço que entrem aqui e leiam o MANIFESTO PELA VALORIZAÇÃO DA MATERNIDADE. Depois assinem e divulguem! Esse manifesto foi escrito em junho e só tem 1000 asinaturas! Na barra lateral aqui do blog eu coloquei as imagens! Olhem lá!

3 comentários:

Flávia Souza disse...

Pessoa querida, FELIZ NATAL.

Bj gde,

Flávia
www.baudetesourosbyflavia.blogspot.com

Ceila Santos disse...

Larissa,

Não só a falta de tempo como foi o seu caso faz com que "poucas pessoas' agem, mas também cultura. somos um povo ainda pouco ativista, bastante alienado para questão da cidadania. e ainda por cima estamos na velocidade da rede onde tudo é pra ontem.

Mas, ainda assim, 1 mil internautas dedicaram seu tempo para preencher um formulário, ler o manifesto e alguns até replicarem a ideia. A gente tá acostumado também a considerar somente quantidade de massa. ou seja, números exorbitantes. esses números exorbitantes que trazem consigo as tais percentagens da estatística mercadológica só surgem quando há mercado envolvido. O Manifesto foi uma aão feita por pessoas. Quantos amigos vc tem na sua vida? Quantos deles você ainda tem convivência. na internet, a probabilidade de conhecer mais gente é maior, mas qtos deles realmente são seus amigos virtuais. hoje um blog de mãe, que publica posts há anos, tem entre 200 a 600 leitores. é raro encontrar blogs de mães com mais de 1 mil leitores. agora, se uma empresa patrocina uma promoção ou paga uma blogueira pra fazer audiência, esse número pode chegar à rede gigantesca a que se refere. Mas, atenão, envolveu investimento financeiro. ou seja, alguém tá sendo pago 24 horas pra convencer gente a entrar naquele lugar.

O Manifesto pelas mães é uma ação longa, que envolve pessoas. e não uma ação patrocinada que compra audiência. Muita gente pode ter lido o manifesto e isso pode ter mudado muita coisa na vida dela. pode ser que daqui 10 anos ela reencontre o manifesto com 1,7 mil assinaturas e resolva brigar por ele como vc está fazendo agora. Obrigada! eu comemoro a cada assinatura pq reconheço nessa ação um valor que nenhum milhões ou bilhões poderia trazer. é um ato verdadeiro, sem condicionamento, vem da alma, da intuição feminina e não envolve valor monetário. ninguém está pagando agora pra eu conversar contigo a não ser a própria luta pela nossa conscientização. vamos comemorar há hj 1001 mães que estão juntas em prol da valorização da maternidade consciente. a luta é longa e precisamos ter consciencia disso.

Ceila Santos disse...

Larissa, aproveito para lhe enviar nossa segunda ação que começa a partir desta semana: http://www.grupocria.com.br/index.php/2011/02/grupo-cria-apoia-acao-contra-wal-mart/

em breve vamos enviar a quem assinou o manifesto o código do selo desta campanha. abraços e obrigada!